segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Vamos falar sobre quarto montessoriano?


Como mãe, designer de interiores e psicóloga sempre me senti atraída pelo método Montessori. Desenvolvida no início do século XX pela médica e pedagoga italiana Maria Montessori, a linha de pensamento caracteriza-se pela ênfase na autonomia e liberdade com limites para que as crianças possam desenvolver suas habilidades.

Muita gente se interessa pela aplicação do método na decoração e, não por um acaso, nos últimos anos ganharam força os projetos de quartos infantis com camas e outros mobiliários baixinhos, na altura dos pequenos.

Mas é importante que se diga que é possível trabalhar os conceitos  Montessorianos em vários outros elementos, acessíveis e fáceis de serem inseridos em qualquer estilo de decoração. Vamos a alguns exemplos?

1 – Lousa para desenhar: Criança adora rabiscar uma parede e reprimir este instinto pode inibir sua criatividade. Ter no quarto uma lousa ou mesmo uma parte da parede pintada com tinta de quadro negro é uma maneira perfeita de fazer valer a tal “liberdade com limite”.  A criança estará livre para fazer suas artes, mas com um espaço delimitado para isso.

2 – Tapete: O método Montessori diz muito sobre as descobertas sensoriais. No tapete a criança pode deitar e rolar, literalmente, descobrindo seu próprio corpo e experimentando brincadeiras diversas. O tapete também é um importante aliado para delimitar no quarto o que é a área destinada para brincar.

3 – Espelho: Já parou para pensar em que momento da vida o bebê se reconhece? Ter um espelho numa das paredes pode ser uma ideia interessante para que, desde cedo, a criança se conecte com sua própria imagem e passe a desenvolver sua autoestima.

4 – Cabana: Não é preciso ser nenhum expert nos ensinamentos de Maria Montessori para saber que criança adora uma cabana. Quem nunca providenciou uma feita com lençóis, quando pequeno? De fato, este tipo de brincadeira é superestimulante para a criatividade, especialmente em tempos tão eletrônicos. Hoje             o mercado oferece uma série de possibilidades de cabaninhas lindas que podem ser exploradas por pais e filhos de diversas formas (além de dar um toque todo especial à decoração do quarto).

5 – Barra de apoio: Um elemento que pode ser muito útil para dar segurança e firmeza para seu filhote nos primeiros passos é uma barra de apoio. De preferência bem colorida e divertida, para já dar aquele toque lúdico no quarto.

E por aí? Quais são os detalhes que, intuitivamente, você insere no quarto da sua criança para incentivar sua autoconfiança, imaginação e autonomia?



FABIANA VISACRO

O interesse por pessoas levou Fabiana Visacro a se formar em psicologia. Seu interesse pela maneira como as pessoas vivem resultou em sua segunda graduação: o design de interiores. Foi assim, com o olhar totalmente voltado para o humano, que construiu uma carreira baseada na qualidade de vida e na relação das pessoas com suas moradas. Assim nasceu a linha de trabalho à qual Fabi chama de “Decoração Afetiva”, algo que se tornou ainda mais forte quando veio a experiência da maternidade. Hoje, Fabi concilia a carreira com uma vida gostosa na casa que ela mesma projetou, em Macacos, onde vive com o marido e as filhas, Gabi e Bebela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário