sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Como deixar a casa mais segura para os filhos


Com o casamento, vem o planejamento do apartamento do jeitinho que o casal  sempre sonhou. Vários são os casais que já atendi em meu escritório nessa fase de projetar o primeiro lar da família que ali se inicia. É realmente um momento delicioso! Mas aí os filhos chegam e, pelo menos por um tempo, a decoração milimetricamente pensada precisa passar por alguns ajustes. A segurança dos pequenos, afinal, passa a ser prioridade máxima.

Algumas adaptações são fáceis de serem realizadas, sem que necessariamente a casa precise passar por alguma alteração brusca. A primeira dica aqui é: perigos ao alto! Coloque tudo o que representar riscos para os pequenos em prateleiras e nichos mais altos: adornos de vidros, objetos cortantes, produtos químicos. Aqui vale uma observação especial para os produtos de limpeza. Mantenha-os sempre em um compartimento fora do alcance das crianças, preferencialmente fechado e, muito importante, identificados. Talvez vocês se lembrem da triste história divulgada no ano passado de uma bebê que morreu após a avó ter dado um produto de limpeza achando ser suco de uva. Um alerta que veio na forma de uma tragédia.

Outras pequenas mudanças poderão evitar grandes chateações. A casa tem muito tapete? Prenda-os com fitas adesivas para que o bebê não tropece. Possui portas de vidro? Sinalize-as para que não haja choque. Você tem uma criança em casa, então vale até tirar uma licença poética para usar adesivos divertidos nas superfícies envidraçadas. Para as quinas de móveis, hoje o mercado oferece uma infinidade de tipos de protetores e o mesmo vale para as tomadas.

Algumas outras intervenções são um pouco mais significativas, mas tudo vale à pena quando a prioridade é o bem-estar dos nossos filhos.  Alguns itens merecem uma trava, como a tampa de vasos sanitários, portas de fornos de cozinha e, se for o caso, de armários mais baixos. Outros elementos podem eventualmente, terem que ser mudados de lugar. Não é legal, por exemplo, deixar o sofá ou a cama encostados na parede da janela, ou manter o gás de cozinha dentro do ambiente. E para evitar acidentes maiores, algumas instalações são essenciais: grades nas janelas e telas nas varandas são itens de primeira necessidade. A vantagem é que hoje o mercado oferece inúmeras opções que não irão descaracterizar a estética do seu apartamento. Se a casa tiver escada, ter um portãozinho de segurança no início e no fim também é muito importante. Se tiver piscina, já sabem! Cuidado redobrado. Uma lona é uma maneira simples e eficiente de mantê-las sem perigos para os pequenos.

Nos ambientes que eles passam a maior parte do tempo, geralmente os quartinhos, uma boa ideia é a aplicação de pisos emborrachados. As opções multicoloridas oferecidas podem deixar o espaço mais alegre e divertido.


Se com tudo isso seu filhote ainda assim aparecer com alguns machucados ou arranhões, a boa notícia é: tá tudo bem! A gente faz o que pode. Mas a infância, como todas as fases da vida, também tem suas marcas. 

FABIANA VISACRO

O interesse por pessoas levou Fabiana Visacro a se formar em psicologia. Seu interesse pela maneira como as pessoas vivem resultou em sua segunda graduação: o design de interiores. Foi assim, com o olhar totalmente voltado para o humano, que construiu uma carreira baseada na qualidade de vida e na relação das pessoas com suas moradas. Assim nasceu a linha de trabalho à qual Fabi chama de “Decoração Afetiva”, algo que se tornou ainda mais forte quando veio a experiência da maternidade. Hoje, Fabi concilia a carreira com uma vida gostosa na casa que ela mesma projetou, em Macacos, onde vive com o marido e as filhas, Gabi e Bebela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário