quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

A vida escolar começa em casa


O início de mais um ano letivo se aproxima. Para as mamães e papais que enviarão seus pequenos para a escola pela primeira vez, um misto de sentimentos: de um lado a alegria e o orgulho de ver a criança caminhar sozinha. Do outro, o medo e a insegurança de cortar o cordão umbilical mais vez. Não há, porém, muito o que fazer em relação aos sentimentos. Todos temos que passar por isso.

Se as emoções não podem ser controladas, existem outros detalhes que podem, sim, passar pela nossa alçada e nos aproximar da vida escolar do nosso filho. A verdade é que, enquanto pais, seremos parceiros nessa jornada de estudante que está apenas começando.

Na prática, uma das primeiras inciativas que podemos (e temos) que ter é a de preparar o cantinho dos estudos do criança. Mesmo estando apenas no início da trajetória escolar é importante que, desde cedo, o pequeno tenha noção de espaço e organização. Isso significa delimitar no quartinho um espaço que seja dedicado aos momentos de estudo. Uma cadeirinha no tamanho ideal e uma escrivaninha, são fundamentais. Outro elemento que não pode faltar é um armário em baixa estatura, para que a criança tenha acesso ao material escolar e possa participar de sua organização. Caixas organizadoras, nichos e prateleiras também podem ter essa mesma função, que pode começar a ser explorada desde já, quando a lista de materiais for adquirida.

Mas não é só isso. Existem uma série de outros recursos que podemos inserir no quarto para que a criança se sinta estimulada ao aprendizado, mesmo quando não está na escola. Caixas com brinquedos pedagógicos, lousas na parede e prateleiras com livrinhos infantis, por exemplo, são ótimos incentivos à imaginação e a criatividade.

Uma dica que acredito ser muito relevante para que a criança perceba a importância daquele momento em sua vida, é envolve-la em todo o processo. Se for comprar uma cadeira, por exemplo, sugira que seu filho escolha a cor preferida. Outra ideia bacana é criar elementos feitos por vocês. Um revisteiro feito como pallet, quem sabe. Ou um porta-lápis feito com uma lata, de repente. O importante é deixar a criatividade da criança fluir, ter um momento legal entre vocês e produzir algo que seja único e especial para aquele cantinho de estudos.

Por último, mas não menos importante, não se esqueça de que a luz é fundamental para que um ambiente seja estimulante. Se o quarto for mais escuro, não se esqueça de incluir na lista de materiais uma boa luminária. O futuro do seu filho agradece!

FABIANA VISACRO
O interesse por pessoas levou Fabiana Visacro a se formar em psicologia. Seu interesse pela maneira como as pessoas vivem resultou em sua segunda graduação: o design de interiores. Foi assim, com o olhar totalmente voltado para o humano, que construiu uma carreira baseada na qualidade de vida e na relação das pessoas com suas moradas. Assim nasceu a linha de trabalho à qual Fabi chama de “Decoração Afetiva”, algo que se tornou ainda mais forte quando veio a experiência da maternidade. Hoje, Fabi concilia a carreira com uma vida gostosa na casa que ela mesma projetou, em Macacos, onde vive com o marido e as filhas, Gabi e Bebela.


Nenhum comentário:

Postar um comentário