quarta-feira, 22 de março de 2017

Quem educa quem na maternidade?

Os primeiros meses desse ano foram muito difíceis para mim. Desde o segundo semestre do ano passado estou passando por um processo de autoconhecimento profundo que incluiu a cura de uma depressão pós-parto. No período dessa minha busca e com o desenvolvimento do meu trabalho de coaching, eu aprendi que histórias nos ajuda muito a identificar a nossa dor com a do outro e enxergar assim um caminho ou a solução para um problema nosso. Por isso vou compartilhar aqui com vocês um fato que ocorreu comigo pessoalmente.

Há pouco mais de um mês atrás, estava na sala de casa trabalhando enquanto minha filha brincava de boneca. Uma prática aqui em casa, realização de um dos meus sonhos, mas neste dia me assustei quando ela disse gritando: "Neném, já falei! Obedece! Ajuda mamãe pu favô". Na hora eu parei para prestar atenção no que ela estava fazendo. Ela estava tentando colocar sua boneca de pano sentada, mas a boneca escorregava e deitava. E ela irritada por não conseguir o que queria gritava repetindo essas frases. Então eu vi ali a repetição do que eu havia feito com ela tantas vezes.

Eu gritei com ela assim tantas vezes que ela aprendeu e estava repetindo o que eu fazia, como se aquilo fosse o normal, o padrão. Abracei-a chorando me sentindo culpada, má mãe, insensível. E ela me vendo chorar disse me abraçando de volta: "Dicupa mamãe! Te amo!". Preciso dizer o quanto mais chorei depois de escutar isso? Sério... acho que chorei uns cinco minutos direto abraçada com ela pedindo desculpas. E por solidariedade ela começou a chorar também. Quando nos acalmamos, brincamos juntas um pouco. Rimos. Pedi novamente desculpas por falar assim com ela e expliquei que era errado eu gritar assim que não faria isso de novo. Foi um momento delicioso só nosso!

No fim do dia, deitada na cama comecei a analisar tudo o que aconteceu. Mesmo estando buscando me conhecer mais e mesmo sabendo que estou muito melhor hoje do que estava há seis meses atrás, entendi que ainda não alcancei meu objetivo. E percebi cinco coisas:

Comodismo
Percebi que por saber que estou muito melhor hoje do que antes, me acomodei no que diz respeito à busca do meu equilíbrio emocional e isso permitiu alguns gritos com ela. A busca do equilíbrio é constante e diária. E como é natural passarmos nosso incômodo para quem a gente mais ama, não é? E quão mal podemos fazer aos que estão próximos da gente com um gesto, uma palavra, um comportamento.

O poder da pureza de uma criança
Percebi também como a pureza de uma criança tem o poder de nos resgatar dessa vida de atropelos que a gente vive. De nos despertar para a cura. Como nos tornamos nocivas para nós mesmas. Tantas vezes priorizando o que não alimenta o nosso melhor. Nos preocupamos com o que não nos diz respeito, focando no que não controlamos, no que pertence ao outro, no que não podemos mudar. Focando no problema, nos esquecemos de achar a solução. Nos intoxicamos com o dia a dia que a gente escolheu sem perceber qual caminho estamos seguindo. E o quanto fica para trás com isso tudo... Amizades, casamentos, famílias, valores, vida social, profissional.

Repetição de padrão
Confirmei o quanto é automático repetirmos padrões. O que a gente aprende a gente repete naturalmente. E por causa disso a importância da educação infantil que é responsável pela formação dos nossos valores, comportamentos, crenças... que são grandes influenciadoras de quem seremos quando adultas.

A gente erra
Confirmei que por mais que eu me policie, me culpe e me cobre, eu erro. E que errar nos ajuda a reajustar o foco para seguir o caminho que queremos, que errar pode nos incentivar nessa caminhada tão complexa da vida. E que não é necessário me culpar, pois isso não exclui a possibilidade de eu errar. A culpa só me ajuda a me sentir mal.

O amor acolhe
Confirmei também que quem nos ama é capaz de nos acolher mesmo sendo menores que nós fisicamente, mesmo sem entender o que está acontecendo e que não é por sermos mais velhos, mais experientes, que precisamos perder essa capacidade tão linda de amar sem ter necessidade de criar requisitos a serem cumpridos para estar apto para receber nosso amor.



Dizem que precisamos educar nossa criança quando nos tornamos mães. Mas o que eu sinto desde o dia em que olhei para minha filha quando o médico a colocou em cima da minha barriga, é que eu estou sendo educada diariamente por ela. E com você? Como é?

De que forma você tem contribuído para a criação da nova geração? Pense nisso e #10cidaMudar#10cidaAgir#10cidaViver!



Até a próxima!



Kika Moreira
Empreendedora materna, engenheira por formação, coaching por vocação, fada madrinha de sonhos. Auxilia pessoas a alcançarem seus sonhos e objetivos de forma mais eficaz tornando-as quem precisam ser para atingirem o que desejam transformando seus sonhos em realidade. 

Facebook:  facebook.com/coachkikamoreira
Instagram: @coachkikamoreira

Site: www.kikamoreira.com

Leia Mais ››

sábado, 18 de março de 2017

Eu me perdi.


Dia desses entre as voltas e voltas que o mundo dá, me perdi. Me perdi de mim mesma, e sai andando por aí, achando que assim como criança, eu poderia ir para onde quisesse, que estar perdida não faria diferença, que em alguma virada de esquina eu me encontraria novamente. Levaria uma bronca, é claro. Mas regada a bastante carinho, saudosos abraços e promessas de que nunca mais me perderia.

Porém, quanto mais eu andava, mais distante ficava, mais sozinha me sentia, mais solidão me acompanhava, mais triste ficava e assim me contentei. E passaram-se dias, meses e anos. Passou-se uma vida inteira. Vida suficiente para criar novas vidas, para dormir em diferentes braços, sonhar sonhos esquisitos e realizar o que os outros sonhavam comigo. Meus sonhos particulares ela levou consigo e me deixou aqui sonhando o sonho dos outros.

Aquela "eu" foi ficando cada dia mais esquecida. Nem foto dela eu tinha, sumi com os rastros e a dor da perda que eu sentia. Nesse mundão de Deus, encontrar alguém assim perdido é tão difícil, imagina só, eu nem sonhava com tal feito. Segui a vida como deveria, como disseram para eu fazer.

E sabe o que é engraçado? Sempre que algo me irritava e aos outros, a primeira acusação era a perda da antiga "eu", como se tivesse sido escolha, como se eu quisesse continuar assim perdida na vida. Eu mesma me culpava, me olhava no espelho e pensava o quão desmazelada eu era por me esquecer perdida por aí. Coitadinha, deve estar desesperada, andando a esmo à procura de casa.

Um dia, sem propaganda em caixa de leite ou lata de óleo - se é que isso ainda existe -, vi anotado em um caderno antigo uma pista de onde me encontrar. Seguindo pista por pista, achei por diversas vezes que era furada, pegadinha do destino - ou do malandro. Pensei enlouquecer e ouvi isso diversas vezes dos que estavam próximos de mim. Diziam que eu jamais encontraria aquela mulher maravilhosa que fui, que já não me cabia tentar. Meu coração inquieto dizia que não. Não tem como uma pessoa assim sumir do nada e procurei.

Procurei em cada verso antigo anotado, procurei olhando nos olhos dos meus filhos e vendo traços dela me sentia segura do caminho que estava trilhando na busca. Procurei em meio à brigas de cachorro grande comigo mesma. Essa teimosa que há em mim, queria acreditar naqueles que diziam que o "eu" antigo não existia. Mas existia. Eu sei que sim. Sempre soube que sim.

Certa dia, diante de uma discussão, me vi contra a parede. Me vi sozinha. Me vi acusada e recuada. Senti vontade de chorar, de correr para os braços de quem quer que fosse. Me disseram coisas feias, tentaram me fazer pior, me entristecer. Mas recuar não era mais uma opção. Ou eu seguia em frente e me encontrava ou me contatava com o que a vida me oferecia sendo bom ou ruim. Eu segui. Estufei o peito e disse:

- Eu sou.

E dali em diante percebi que o que tinha perdido estava o tempo todo aqui, dentro de mim. Não morreu, não fugiu, nem me deixou. Era o que me fazia forte diante de tanta coisa ruim, era o que me fazia sorrir e achar graça dos problemas, rir na cara do perigo, como diria o grande pensador contemporâneo, Simba. Sim, essa sou eu. Não tem volta mais. Agora que ela voltou, coloquei grade nas janelas, portão eletrônico, cachorro grande solto no quintal, certa elétrica e até segurança na porta. Agora que ela voltou não sai daqui nunca mais!

Acostume-se!

Leia Mais ››

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Bloquinhos infantis em BH

Carnaval de BH despontou com os bloquinhos de rua. Há alguns anos a cidade que costumava ficar vazia nessas datas , agora enche-se de pessoas até de fora que vêm prestigiar o carnaval de rua.
E é claro, as crianças não poderiam ficar de fora. Os mini-foliões agora têm várias opções de diversão para o carnaval, desde bloquinhos até bailes, tudo muito colorido e animado com músicas feitas especialmente para os pequenos, clássicos infantis adaptados para a folia.

E você? Não vai ficar de fora dessa, né? Vista o filhote com uma fantasia bem leve por causa do calor e bóra pra rua festejar e pular carnaval!

Olha só os bloquinhos que teremos este ano:


Bailinho do Distrital


Carnaval também é tempo de alegria e diversão para os pequeninos! As crianças e a família toda também poderão se divertir neste Carnaval no Distrital (Mercado Distrital do Cruzeiro - Rua Opala, s/n -  Cruzeiro), que contará com dois eventos especialmente voltados para a garotada Na segunda-feira, dia 27 de fevereiro, a diversão será garantida com o Bailinho do Distrital. A folia continua na terça-feira, dia 28 de fevereiro, com o #Secretinho.

27 de fevereiro - Segunda-feira - Local: Estacionamento do Mercado
10h às 15h - Bailinho do Distrital (Infantil)
A programação do Bailinho do Distrital vem repleta de atrações para os foliões de todas as idades:  Quintal da Guegué, Pezinho na Folia, Trupe Pernafolia, Fera Nenem e muito mais.  Nas pick-ups, o DJ Cateb (Bloco Bem Te Viu, Bem Te Vê / Bentiviuzinho). A criançada poderá se divertir também na Recicloteca - Oficina de brinquedos ecológicos e no Espaço Kids com pintura facial e brincadeiras para a garotada. Tudo carinhosamente preparado para garantir a folia. Quem adiquirir ingresso para o Bailinho pode permanecer no local para o 
Baile adulto logo em seguida.
2o lote - Inteira - R$ 40,00  (+ R$ 4,00 taxa)
Quem paga o ingresso do tipo meia-entrada - Crianças até 12 anos, estudantes com documento comprobatório, pessoas acima de 60 anos
1° Lote - Inteira - R$ 40,00  (+ R$ 4,00 taxa)

Ingressos:
3o lote - Meia-entrada  - R$ 25,00  (+ R$ 2,50 taxa) 
Quem não paga ingresso - Crianças até 2 anos de idade

28 de fevereiro - Terça-feira-– Local: Estacionamento
Secretinho - 10 às 15 horas - #Secretinho – (infantil)
O estacionamento do Mercado Distrital do Cruzeiro vai ser invadido por uma mistura de ritmos, amigos, fantasias e sorrisos para agradar todas as tribos e idades! A segunda edição do Baile do #Secreto terá uma novidade o #Secretinho, um baile infantil com programação e horário especial para aqueles que querem levar os filhos, sobrinhos e afins para curtir a folia! A programação promete animar foliões de todas as idades.
Atrações: Bloco Fera Neném, Recicloteca (oficina de brinquedos ecológicos), Espaço de Brinquedos e Brincadeiras, O Quintal da Guegué,  Oficina de Máscaras e Pintura facial, Pernafolia (coletivo de pernas de pau e charanga), Trupe Gaia, Folias de Histórias e nas pickups, o Dj Cateb (Bentiviuzinho).
Ingressos:
1° Lote - Meia-entrada - R$ 20,00  (+ R$ 2,00 taxa) 
Os ingressos do #Secretinho serão válidos à partir das 10 horas.
Crianças menores de 6 anos não pagam.    

Carnaval no Distrital
A programação do Carnaval no Distrital promete agradar os mais exigentes foliões, com atrações para todas as idades e tribos. Serão oito dias de folia, quando o espaço receberá oito bailes temáticos, sendo dois voltados para o público infantil. A coordenação geral é da Cria!Cultura, que cuidará de todos detalhes para que o folião possa brincar com a máxima segurança e conforto. Tudo está sendo organizado nos menores detalhes, e o folião vai encontrar, decoração carnavalesca, bares e atendentes suficientes, para não acontecer filas, estacionamento, seguranças particulares, banheiros higienizados e tudo mais para que o conforto seja completo e muito mais.

Serviço:
Programação Infantil do Carnaval no Distrital - 27 e 28 de fevereiro
Local: Mercado Distrital do Cruzeiro - Rua Opala, s/n -  Cruzeiro
Informações: (31) 3284 0709



..........................................................................................

Bloco Super Heróis  - Realização Mamãe Sortuda

O blog Mamãe Sortuda realizará um bailinho no Lanai Kids com a proposta de todos irem fantasiados de super heróis. A participação é gratuita, mas há a necessidade de fazer a inscrição pelo Sympla.

Saiba mais na página do evento clicando AQUI

Foto: divulgação Mamãe Sortuda

EVENTO JÁ REALIZADO!
......................................................................................................

Charanga das Padês - Realização Padecendo no Paraíso

Ensaios:
04/02 - Sábado às 10h 
11/02 - Sábado às 10h. 
Local: Av. Arthur Bernardes, 86 - Barragem Santa Lúcia

Desfile:
19/02 - Domingo - 9h às 15h

Saiba mais na página do evento clicando AQUI

Foto: Divulgação Padecendo no Paraíso


EVENTO JÁ REALIZADO!
........................................................................................................

Bloco da Bolinha Preta - Realização Aldeia Jabuticaba


Ensaios:

04/02 - 9h30 às 11h, na Aldeia Jabuticaba  (R. Orange, 30 - São Pedro) - Sujeito a lotação do espaço. 
11/02 - 9h30 às 11h, no Calçadão da Criança (R. Major Lopes, entre Viçosa e Raul Pompéia)

Desfile:

25/02, Sábado de carnaval, Concentração às partir das 14h em frente a Aldeia Jabuticaba.

Acompanhe tudo através da página do evento clicando AQUI.




EVENTO JÁ REALIZADO!
.......................................................................................................


Carnasambinha - Realização Ora Bolinhas


Desfile:

18/02 - Sábado - 10h às 14h - R. Raul Pompéia, entre av. do Contorno e R. Major Lopes, bairro São Pedro.

Acompanhe tudo através da página do evento clicando AQUI.

Veja como foi o evento de 2016:

CARNASAMBINHA 2016 : Clipe {+Super8} from Infante Filmes on Vimeo.



EVENTO JÁ REALIZADO!
......................................................................................................

Bloquim duBem


Desfile:
25 e 26/02, as 9h às 17h. (desfile mesmo será às 15h)
Parque Marcos Mazzoni (R. Deputado Bernardinho Sena Figueiredo, 1022 - Cidade Nova)





...............................................................................................

Carnaval das Crianças NECUP (Núcleo de Estudos em Cultura Popular) 


O espaço terá shows, intervenções artísticas, brinquedos, pintura e adereços.
Dia 25/02 - Sábado - das 10h às 17h.
Local: Av. Nossa Senhora de Fátima, 3312, em frente ao NECUP, Bairro Prado.

Confira a programação completa e maiores informações na página do evento clicando AQUI.




EVENTO JÁ REALIZADO!
................................................................................................

Manto Encanto 


Ensaios: 

05 e 12/02  - Oficinas do FAZ + Ensaio com banda que participará do bloco. Terá instrumentos para a família participar e cantar junto. 
Os ensaios acontecem no GUAJA (Av. Afonso Pena 2881 - Funcionários), sempre de 10h às 12h. 
Contribuição de R$35 por família participante. 

Desfile:

18/02, Sábado, de 9h30 às 13h 
R. Santa Rita Durão, entre R. Maranhão e Av. Afonso Pena - Funcionários. 

Maiores informações na página do evento clicando AQUI




EVENTO JÁ REALIZADO!
................................................................................................................

Fera Neném 


Ensaios:

04 e 11/02 de 9h30 às 12h. 
Praça Cairo (entrada da Vila Estrela): R. Matipô com R. Abrecampo - Bairro Santo Antônio

Desfile:

18/02, sábado, concentração às 9h, saída na R. Lavras, bairro São Pedro

Fonte: Divulgação Fera Neném



EVENTO JÁ REALIZADO!
...................................................................................................................................................

Carnaval Kids do Mineirão 


Shows:
- Patati Patata - O original
- Patu Fu - Música de Brinquedo
- Charanga Padecendo

Ingresso infantil - R$ 25,00
Ingresso Adulto - R$ 35,00
Ingresso Combo - R$ 70,00 (Os 3 ingressos deste combo podem ser usados por adulto ou criança)

Área Vip: 
Brinquedos, banheiros, fraudarios e área de Food Trucks exclusivos e vista privilegiada do palco.
Ingresso Área Vip Infantil - R$ 40,00
Ingresso Área Vip Adulto - R$ 60,00
Ingresso Área Vip Combo - R$ 120,00 (Os 3 ingressos deste combo podem ser usados por adulto ou criança)

Maiores informações na página do evento clicando AQUI.


...........................................................................................

Carnaval Infantil no Minas Shopping



As crianças terão uma super atração no Carnaval do Minas Shopping. Nos dias 27 e 28 de fevereiro, das 12h às 18h, será realizado, na Praça de Eventos, o Concurso Cultural de Carnaval, que elegerá as melhores fantasias infantis. As crianças que forem fantasiadas vão ganhar 10minutos gratuitos de diversão na Super Cama Elástica, serão fotografadas e suas fotos, publicadas em um mural na página do Facebook do Minas Shopping. 

As seis melhores fantasias, eleitas por um júri composto por integrantes da equipe de Marketing, serão presenteadas com vale-compras no valor de R$ 50. As inscrições para participação do Concurso Cultural de Carnaval devem ser realizadas pelo aplicativo MEU MINAS, disponível para Android e iOS. As vagas são limitadas a 480 crianças, sendo 240 em cada dia.

Serviço

Concurso Cultural de Carnaval infantil no Minas Shopping
Quando? 27 e 28 de fevereiro, das 12h às 18h
Onde? Praça de Eventos do Minas Shopping

Avenida Cristiano Machado, 4000 – União – Belo Horizonte (MG)
Telefone: (31) 3429-3500
Acesse o site do Minas Shopping e saiba mais.

..........................................................................

Boulevard Kids :: Fevereiro

Nos dias 05, 12 e 26 de fevereiro, as crianças poderão aproveitar e se divertir no Piso 3, com várias atrações gratuitas que acontecerão das 16h às 17h30, com acompanhamento de monitores. Já nos dia 18 e 19, será no Piso 2, com a programação especial do Bailinho de Carnaval.
Data: Dias 05, 12, 26 de Fevereiro
Horário: Entre 16h e 17h30
Local: Piso 3 do Boulevard Shopping, próximo à loja Morana (Av. dos Andradas, 3.000)
*Bailinho de Carnaval – Piso 2 do Boulevard
Entrada: Gratuita
Atividades:
05/02 – Customização de Capas de Super Heróis
12/02 – Uma história de Carnaval
18 e 19/2 – Bailinho de Carnaval
26/02 – Oficina de máscaras de Carnaval
Informações: 2538-7438/7439 

......................................................................................................

Para acompanhar tudo o que acontece em BH neste carnaval, foi lançado um aplicativo que te mantém atualizado sobre todas as novidades. 

"O aplicativo oficial do carnaval de Belo Horizonte deste ano já está disponível para download. Ele poderá ser instalado em celulares e dispositivos móveis, tanto em sistema Android como em IOS. Através dele é possível consultar os horários e locais dos blocos, shows e desfiles de escolas de samba" - Conta a reportagem da EBC que pode ser conferida clicando AQUI
E eu desejo a você um feliz Carnaval! 
Leia Mais ››

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Enquanto você dorme



Quando te vejo dormindo, boca meio aberta, olhos semicerrados entendo porque ainda acredito no mundo, embora todo o noticiário me diga para pensar o contrário.

Enquanto você dorme, sou eu que sonho com um mundo onde as coisas de verdade importem. Onde ajudar alguém a carregar as compras seja legal, onde ver um casal de mãos dadas não impulsione um julgamento sobre serem ou não do mesmo sexo. Um mundo que eu não teria vergonha de te mostrar, porque estaria ali, nu e sem receio da sua nudez.

Seus olhos fechados e eu me pego preocupada com reciclagem, em segurar a porta do elevador para o vizinho, a devolver a bola que o garotinho esqueceu na quadra aqui do prédio. Porque eu tenho que construir um mundo melhor para você. Um mundo que eu tenha orgulho de te mostrar da janela.

Sei que não vou conseguir mudar tudo que está ai. Tem muita gente mesquinha, tem muito medo.
Então, enquanto você dorme eu fico aqui pensando. Pensando em como fazer você melhor para o mundo. Em como fazer você não se endurecer com tanta coisa acontecendo aí. Fazer você ver. Ver a criança que sente fome. Ver as nações que não encontram paz, por que querem poder e só. Ver que não vale a pena ter nada, se você não puder SER alguma coisa.

Você ressona e eu fico aqui pensando que vamos mudar o mundo, uma criança por vez.
Leia Mais ››

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Combatendo o machismo de dentro para fora

A mulher tem um papel fundamental na propagação ou extinção do machismo. Porque é ela que exerce, em sua maioria, papéis importantes na formação da criança seja como professora, babá, governanta, doméstica, e ela é a mãe, a avó, a tia, a madrinha. A referência da mulher na infância da criança é muito mais frequente que a do homem, porque ela está muito mais presente, muito mais próxima, muito mais envolvida, muito mais participativa na sociedade atual. E isso é mais uma motivação para nos livrarmos do machismo que existe em nossas vidas. Afinal, é melhor para a sociedade criar uma criança com os conceitos certos ou errados? Diferenças não podem ser tratadas como desigualdades. E quanto antes começarmos a educar assim nossas crianças, mais fácil será a aceitação e mais resistente se torna essa educação dentro do meio que as crianças serão inseridas e a desigualdade de gênero pode ser extinta! Acha que isso é loucura? O que acha de fazer somente a sua parte? Vamos começar?

Uma maneira eficaz de desenvolver a autonomia das crianças e consequentemente sua responsabilidade deixando o machismo longe da sua rotina é a inserção de atividades domésticas no seu dia a dia. E isso deve ser iniciado cedo para que a criança se acostume a desempenhar esse papel participativo dentro da família. Obviamente que o exemplo é algo de suma importância para o funcionamento de tudo, o pai e os irmãos devem realizar suas atividades do lar como todos os membros da família de forma a incentivar as crianças. Sabendo disso podemos a partir de já inserir atividades domésticas por idade e não por gênero. Fiz um apanhado de atividades que podem ser executadas por crianças de 18 meses aos 14 anos de acordo com a teoria montessoriana (Caso queiram o arquivo em *.pdf para impressão é só me mandarem um email que eu envio). Essas atividades, além de serem excelentes oportunidades de passar um tempo de qualidade em família, auxiliam também a desenvolver as habilidades motoras e as experiências sensoriais além de fazê-los se sentirem importantes, úteis e fazer com que se tornem adultos responsáveis e independentes quando crescerem. Algumas atividades precisam de supervisão, incentivar o trabalho em equipe é saudável. Faça junto mas não faça por elas, encoraje-as a fazer. Lembrando que essa lista é somente um guia, se sua criança não consegue realizar algumas tarefas não se preocupe. O importante é ir aumentando gradualmente as responsabilidades conforme as capacidades dos pequenos.



As atividades são cumulativas, ou seja, quem tem mais idade pode fazer todas as atividades das idades menores. Se você está na época de inserir sua criança nos primeiros anos vai perceber que iniciar vai parecer mais uma diversão e um trabalho dobrado para nós, mas é preciso que os incentivemos a fazerem a sua maneira, corrigindo aos poucos, e elogiando sempre. É ótimo que as crianças saibam que se sujaram é preciso que limpem, se acabou de brincar é necessário guardar os brinquedos para liberar espaço para a próxima brincadeira e assim ir criando noção de responsabilidade e organização.

Mas se você está na época mais tardia pode encontrar maior resistência. Nesse caso posso te dar mais algumas dicas:
  • Exemplo - É importante saber que dar o exemplo é fundamental para que tudo funcione. Se a criança vê você deixando roupas no chão, ou deixando a cama desfeita ela fará igual a você.


  • Planejamento – Faça o planejamento da rotina de atividades domésticas semanais com o auxílio da sua criança / adolescente. Deixe-os escolherem quais atividades eles querem fazer dentre todas as que precisam ser feitas durante a semana. Descubram juntos quais as atividades eles gostam de fazer dentro de casa. E através de uma conversa honesta, mostre à criança / adolescente que a sua participação é de extrema importância e que a família precisa de sua ajuda. Decidam juntos também os horários que as tarefas serão executadas e frise que a responsabilidade daquelas tarefas são delas. Sugira alternar tarefas dentro e fora de casa para evitar a monotonia. Coloque a lista de tarefas em local visível para lembrar as crianças das suas responsabilidades e trazer-lhes sentimento de satisfação quando as tarefas forem concluídas.

  • Diversão – Torne as atividades divertidas, coloque música por exemplo para fazer as atividades dançando e cantando. Mas direcione a atividade para que a criança não se distraia ao ponto de deixar de fazer o que precisa.

  • Timer – Estipule um tempo para a conclusão das atividades. Ensine-os que trabalhando em equipe todos acabam mais rápidos suas atividades e ficam disponíveis para fazerem outras coisas. Auxilie-o ou adicione mais tempo quando a tarefa não for concluída no prazo. Se sua criança for competitiva, pode desafia-la a realizar certa atividade em certo tempo. Por exemplo: Duvido que você junte todos os brinquedos espalhados em 5 minutos.
  • Elogio – Mostre a importância da participação da criança / adolescente nas atividades domésticas, todo mundo gosta de ser valorizado pelos seus atos e com eles não é diferente. NUNCA menospreze, por pior que tenha sido o resultado, mas converse e mostre de maneira gentil como fazer melhor e que é possível melhorar.
  • Trocas – Negocie algumas trocas. Você pode incentiva-los a fazerem as atividades domésticas mostrando que o dinheiro que seria gasto para pagar faxina, ou o tempo que seria gasto para que somente os adultos fizessem a faxina pode ser usado para o lazer em família. Quanto mais eles ajudarem, mais dinheiro e tempo sobra para essas atividades.
  • Recompensas – Ter uma casa mais organizada e limpa já é recompensa suficiente para você, né? Mas para os seus filhos não. Se as crianças fizerem suas atividades por um propósito maior elas terão mais vontade de fazer. Então recompense com idas ao cinema, teatro, passeios em parques, pequenas viagens de final de semana, afinal você realmente terá mais tempo para essas atividades e possivelmente até mais dinheiro também.
Se você tem um pré-adolescente super envolvido com a era tecnológica que adora jogos de eletrônicos também tenho uma dica legal que vi no site da Diiirce (podem ver o post dela aqui).
  • Negocie minutos nos eletrônicos em troca de atividades domésticas – Cada atividade doméstica tem uma fichinha com um valor de tempo equivalente para brincar com eletrônicos e quando essas atividades são concluídas a criança ganha uma fichinha que é guardada em um potinho. Você pode estipular diariamente um período de tempo máximo para utilização do eletrônico, (por exemplo 30 minutos) caso a criança queira brincar mais tempo precisa recorrer às fichinhas para usar seu tempo extra. Ela soma o tempo que acumulou e quando o tempo acaba entende mais facilmente que deve parar de utilizar o equipamento. Quando há quebra de regra da casa, ou briga com os irmãos, a criança perde uma fichinha conquistada. Isso diminui tanto o tempo de uso do eletrônico quando incentiva a prática das atividades domésticas.
Se você tem adolescentes em casa, quer inserir a prática do compartilhamento de atividades domésticas e está encontrando resistência mesmo com essas dicas acima, tenho mais algumas que podem ajudar. Você terá que ter acima de tudo paciência e calma.
  • Trate-o de acordo com a sua idade – Não dê a ele tudo pronto na mão como se fosse uma criança. Você só está mantendo-o dependente dessa forma e está criando um outro problema que se agravará quando ele sair de casa e tiver que fazer tudo sozinho, não saberá fazer nada, ou irá escorar na esposa / namorada para isso (Não propague isso, lembra do que falei lá no início?) Ele já sabe arrumar suas próprias coisas, já sabe preparar um lanche quando está com fome. Confie nas capacidades dele.

  • Respeito à privacidade – Adolescentes adoram ser donos dos seus espaços, aprenda a usar isso a seu favor. Faça-o sentir respeitado e confiante para que ele tenha vontade de fazer a tarefa. Por exemplo, quando tiver roupas limpas para serem guardadas, diga que não irá guardar suas roupas porque o quarto pertence a ele e que você não quer invadir a sua privacidade, porque você o respeita. As regras do quarto dele também devem ser respeitadas. A responsabilidade de arrumar o quarto é dele e deverá ser arrumado nos dias planejados na rotina previamente feita com a participação dele. A mãe não deve arruma-lo por mais custoso que isso seja para ela.

  • Ignore a bagunça dele – Não arrume e nem peça a ele para pegar roupas espalhadas ou toalhas molhadas. Acho que essa é a atitude maaaaaaaais difícil aqui! Quando ele precisar de toalha limpa ou daquela roupa que ficou fora do lugar ele vai perceber que agiu errado. E quando ele reclamar, converse calmamente explicando que se a roupa estivesse no cesto de lavar teria sido lavada e estaria pronta para ser usada, ou se a toalha tivesse sido estendida após o uso ela estaria seca e limpa para ser utilizada. Isso irá ajuda-lo a fazer o correto.
A família tem um papel essencial para combater a desigualdade de gênero. Basta mudar hábitos. Que se você pensar bem são saudáveis mudanças para todos os envolvidos dentro do lar e fora dele também. Então por que não fazer? Pare de buscar os mesmos motivos que tornou sua vida mais pesada até aqui e mude a partir de agora. Chame a família para uma conversa e exponha tudo o que sente, tudo o que quer e vai fazer, pontue a importância disso no mundo, pontue a importância disso para cada um que está ali e quais serão os reflexos dessa mudança em todos vocês. #10cidaMudar! #10cidaAgir! #10cidaViver!

Até a próxima!



Kika Moreira
Empreendedora materna, engenheira por formação, coaching por vocação, fada madrinha de sonhos. Auxilia pessoas a alcançarem seus sonhos e objetivos de forma mais eficaz tornando-as quem precisam ser para atingirem o que desejam transformando seus sonhos em realidade. 

Facebook:  facebook.com/coachkikamoreira
Instagram: @coachkikamoreira

Site: www.kikamoreira.com


Leia Mais ››