segunda-feira, 24 de julho de 2017

Para que transformar a birra do seu filho na sua?

Aaaaaaaaa... Birras! Quais as piores? Dos adultos ou das crianças? Tem receita pronta para passar por isso? Vem cá gente... tem não. Mas olha... nem tudo está perdido. Existe uma forma que ameniza. Mas você tem que estar disposto, anima? Então vamos lá!

Como anda a sua comunicação? (Ah... que preguiça... lá vem ela com esse papo de coach...) Cara, é sério! Como você anda se comunicando com você mesma? Como você anda se comunicando com o mundo? Você está contendo o que sente, ou está tentando entender o porquê sente? Está agindo para resolver os motivos ao invés de mascara-los com algum tipo de compensação na sua vida? Você conversa sobre seus sentimentos com outras pessoas? Você sabe realmente como você se sente hoje? Clareza é fundamental para começarmos a falar sobre birras. Porque a birra nada mais é do que você não ter clareza do que sente e do que vai fazer com aquele sentimento. E convenhamos se nem você tem essa clareza, quer exigir isso dos seus filhos de que forma amiga? Eles estão começando agora a se conhecerem, em alguns casos descobriram que são pessoas separadas de suas mães recentemente. Como você quer exigir controle de alguém nessa fase? Até você que já passou por ela há anos ainda se confunde... o que dirá seu filho.

Ah... mas então é pra eu desisti e partir pra porrada? Por que foi assim que eu aprendi. Porque na minha época... blá, blá, blá... por causa da sua época você tá assim hoje. Será que resolveu mesmo? Bom... sem desespero, eu disse que era preciso disposição, lembra? Vamos lá. Vou passar aqui 5 passos que aprendi lendo alguns livros (sim, é preciso estudar sobre esse assunto assim como qualquer outro no qual você precise melhorar, ok?). São eles:


1 - Diante de uma situação de birra, pare por um momento para não se envolver na situação.

Observe o que está acontecendo e tente entender o motivo da criança. Respire e tenha paciência. (tenho um exercício ótimo de respiração aqui para você, pode ensiná-lo para sua criança também. Adaptado aqui funciona.) Acalme-se e tenha consciência de que você precisa se distanciar emocionalmente dessa situação. Por favor, desapegue do medo de alguém estar olhando e te julgando. A vida é sua, quem precisa resolver é você e não interessa se alguém age de maneira diferente numa situação assim. Entenda que nesse momento é você e seu filho. Ignore tudo o que tiver em volta. Foque no seu filho, preste atenção nele. É ele que precisa de você, da sua atenção, dedicação, do seu auxílio e não você precisa da opinião de ninguém. E se a criança tiver nervosa a ponto de bater em alguém ou em si mesma contenha-a. Dê um abraço de urso firme, sem machucar e com carinho tente acalmá-la. Lembre-se o quão difícil é lidar com nossos sentimentos e o quanto precisamos treinar para sabermos lidar com eles da melhor maneira. Se ela estiver gritando fale bem mais baixo para que a criança pare de gritar e te escute.


2 - Saiba lidar com os seus sentimentos e com os sentimentos do seu filho.

Quando você estiver calma, identifique o seu sentimento diante daquela situação e pense no que precisa fazer para controlar-se e não passar para o seu filho o que você está sentindo. Lembre-se! O foco é a criança e não você. É ela que precisa de você e não o contrário. Feito isso, identifique o sentimento que ela está sentindo. Na maioria das vezes a criança ainda não conhece o sentimento, mas isso não a impede de senti-lo. Imagina a confusão que isso causa? Olhando por esse lado dá para entender as explosões e o quanto é difícil controlar, não é? Depois que a criança estiver calma, nomeie o sentimento, comunique-se com a ela, para que seja feita a validação. É preciso contextualizar o sentimento, explicar o porquê dela estar sentindo aquilo. Diga que é normal ela se sentir assim diante daquela situação de conflito. E dê nome aos sentimentos, seja clara, repita várias vezes para que a criança entenda se preciso for, converse com ela.


3 - Corrija e pontue o comportamento.

Educação positiva não é permissiva! Isso precisa estar claro. Não é porque você não bateu, nem gritou com a criança que você permitiu que ela fizesse o que queria. E esteja atenta: não é porque ela não parou de fazer o que você mandou logo em seguida que ela não te respeita, ok? Estamos falando aqui de assimilação de conceitos. E para isso é preciso treino. É um processo gradual. Tenha paciência. Você não está sendo permissiva, está apenas treinando a sua criança, fazendo com que ela se entenda melhor para conhecer seus limites e para saber lidar com eles respeitando a si mesma e a seus pais. Diante dessa consciência diga a ela o que ela fez e o que você não gostou naquela situação, o que ela não deve fazer novamente e o porquê.


4 - Aja e combine o que for necessário.

Depois da conscientização da criança sobre a melhor maneira de agir diante de uma situação como essa, combine o que ela vai fazer se isso acontecer novamente. Pergunte a ela o porquê dela precisar agir assim e peça para que ela nomeie o sentimento que acabou de sentir e explique qual a maneira de se controlar diante desse sentimento. Modifique o contexto se for necessário, reverta a situação de forma a criança ficar no lugar das outras pessoas envolvidas (a outra criança, ou adulto). Se a situação necessitar de um pedido de desculpas, faça-a entender o porquê para que ela consiga pedir desculpas.


5 - Fortaleça a relação de confiança entre vocês.

Como encontrar conforto numa situação desagradável? Sentindo segurança e a segurança é pautada na confiança. A relação entre pais e filhos precisa ser pautada pela confiança. Depois de uma situação dessa onde a insegurança impera por não haver conhecimento sobre os sentimentos mesmo sentindo aquele turbilhão de coisas dentro dela, a criança precisa se sentir segura, ela precisa confiar em você porque você é o exemplo dela nessa vida. Apesar de eu ter certeza que ela te ensina uma coisa nova todos os dias, você tem mais experiência, e por esse motivo ela espera que você tenha mais sabedoria que ela e por isso se espelha tanto em você. Confie no seu amor por ela e fortaleça a relação de confiança entre vocês.


Putz... Difícil fazer isso, heim Kika? Você não sabe da minha vida, dos meus problemas. Não sabe do meu nível de estresse. Não sabe das dificuldades que estou passando, nem da falta de tempo que eu tenho. É verdade. Eu não sei nada sobre você. E em lugar nenhum disse que seria fácil ou que não te daria trabalho... Mas eu sei que você ama seu filho, sei que você quer o melhor para ele, que daria sua vida por ele e por isso mesmo eu te pergunto se não vale o esforço de seguir o que está escrito aqui. De se tornar uma pessoa melhor. Que dá trabalho eu sei. Eu tenho uma filha de 2 anos. :) Mas o que posso lhe dizer é que a cada dia que passa tenho menos trabalho com esses conflitos, porque desde que comecei a usar esses 5 passos as birras por aqui acontecem com menos frequência. E aí? Vai tentar ou não? Depois vem me contar como está sendo por aí.

Até a próxima!




Kika Moreira
Empreendedora materna, engenheira por formação, coaching por vocação, fada madrinha de sonhos. Auxilia pessoas a alcançarem seus sonhos e objetivos de forma mais eficaz tornando-as quem precisam ser para atingirem o que desejam transformando seus sonhos em realidade. 
Instagram: @coachkikamoreira







Leia Mais ››

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Coisa boa é avó



Um dia ela chamava mãe. Mas agora o nome dela é vó. Vovó. Vovozinha. As vezes chama de nomes inventados, coisas de aprender a falar e arrancar sorrisos. Erra por querer e sem.
Gosta de ver o sorriso por detrás dos óculos. Uma troca de olhar cheia de cumplicidade que eu tento entender, mas me escapa.

Ela ensina o nome dos brinquedos, ensina a guardar na caixa quando termina de brincar, ensina a rir. Ela ensina o que me ensinou: a ser feliz de uma maneira que só ela sabe, mas a gente se esforça e aprende um pouco. E como o exemplo dela é bom, um pouco é mais que o bastante.

Ela é mãe duas vezes. Tem duas vezes mais paciência, duas vezes mais zelo, duas vezes mais entusiasmo. Ela está fazendo pós-graduação em uma matéria que nós somos praticamente calouros.
E faz com um amor dobrado, amor pela filha e pelo neto.

As vezes eu paro para observar, ele que cresce e ela que floresce. Tem bem uns 10 anos a menos para cada 1 ano do neto. Chora de rir e perde o fôlego de orgulho de qualquer pequena coisa que o neto aprenda. Outro dia ele aprendeu a batucar a colher nela. Morrem de rir os dois. Eu tento guardar todos os detalhes.

Antes do neto eu não a entendia bem. Porque toda a preocupação quando eu saia a noite (mesmo avisando sempre onde ia)? Porque a aflição em cada gripe, cada osso quebrado, ponto dado?
Hoje entendo! Hoje sou eu a torcer o nariz para tempo frio, pra comida de procedência suspeita, para refrigerantes e afins. Hoje sou eu a me afligir com as maldades do mundo, as desigualdades. E sei que ela preocupa igual. Talvez dobrado! Agora somos dois no coração dela.

Quero que ela dure pra sempre, por mim e por ele. Precisamos dela igual. Talvez eu mais. Agora preciso por dois! E amo-a muito mais.

Leia Mais ››

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Vaga de emprego


- Desejável:  Experiência em gestão e desenvolvimento de pessoas, administração de conflitos, acompanhamento de indicadores de performance, rotina administrativa, estoque e pós-vendas.

Gente... Sou mãe!

Gestão e desenvolvimento de pessoas é o que mais faço. Cuido da carreira acadêmica de três e ainda evito que eles façam besteira.

Administração de conflitos? Ninguém melhor do uma mãe para entender o que é administrar conflitos sobre pressão de tempo e de resultados.

Indicadores de performance? Claaaaaro! Todo mundo está interessado em saber o quanto sou boa mãe. Dão pitaco, me param na rua, me julgam quando acham necessário. Os indicadores de performance são os que mais me irritam, mas tenha a certeza de que sou boa em lidar com isso.

Rotina administrativa? Experimenta cuidar do trabalho, casa, filhos, casamento e de você mesma! Sei fazer também.

Estoque e pós-vendas? São três, né? Está mais que bom! Muito bem estocados, de banho tomado, agasalhados e alimentados.

Pós-vendas, no entanto, eu não pretendo vender, então não terei a chance de desenvolver esta habilidade, mas o aprendizado é constante, viu? Você tinha que ver para amamentar. Se não aprendesse rápido eles morriam de fome e na mínima chance de que isso fosse possível, os indicadores de performance entrariam em ação, coisa que evito bastante por aqui. Coisa que aprendi com minha habilidade em gestão de conflitos...

E ainda têm a cara de pau de dizer que, nós mães, estamos fora do mercado de trabalho. Não!
Estamos nos aperfeiçoando!
Leia Mais ››

Férias no Xico da Carne é pura diversão!

Fonte: Diego Rocha
Mês de julho está repleto de programação para crianças aproveitarem as férias. No ultimo sábado fomos conferir uma excelente opção para quem quer fazer um refeição em família e as vezes fica sem opção de restaurante que receba bem os pequenos: Xico da Carne,  que promete muita diversão e comodidade aos pais.

unidade Cidade Nova do restaurante (Rua Dr. Júlio Otaviano Ferreira, 772) se transformou em um espaço de brincadeiras com programação bastante diversificada e o que é melhor, tudo de graça! 

A campanha de férias acontecerá durante todos os finais de semana de julho, a partir do dia 15, confira os horários: aos sábados – 12:30 às 16:30 / 19:30 às 23:30 e aos domingos – 12:30 às 16:30.

Entre as atividades estão: oficinas de pintura facial, de bijuterias, de jardinagem, de reciclados (arte com CD) e de arte na caixa, além de brincadeiras interativas com escultura de balões e teatro de fantoches com a participação das próprias crianças.  Todas as crianças participantes receberão avental, além do certificado da oficina que cada uma participou e concorrerão a brindes diários.

Programação de férias do Xico da Carne:
Data: De 15 a 30/07
Horários: Sábados -  12:30 às 16:30 / 19:30 às 23:00 e Domingos – 12:30 às 16:30


Jogos que o Samuel amou! 
Pintura facial que fez a alegria deles! Difícil foi convencê-los a tomar banho! kkk
Pausa para a fofurice da Luiza na oficina da Palhaço & Cia . Amamos!

A oficina oferecida pela Palhaço & Cia agradou a todos! Eles fizeram um porta-treco fofo que hoje guarda os carrinhos do Bernardo. Durante o almoço os mantiveram entretidos e a mim também que me juntei ao grupo para fazer arte junto com as crianças. A pintura facial era linda e foi realmente muito difícil convencê-los a tomarem banho! kkk Adoramos! 

Leia Mais ››

COQUETEL DE LANÇAMENTO DE NOVO ESPAÇO CULTURAL NO SHOPPING ESTAÇÃO

Foto: Mamãe Sortuda
À convite da Rede Comunicação fomos ao Coquetel de Lançamento do Estação Cultural, um novo espaço de lazer que conseguiu unir cultura à comodidade e segurança.


O espaço, construído dentro do Shopping Estação BH, abre suas portas repleto de novidades após uma ampla reforma, que trará mais conforto e qualidade ao público. O novo teatro apresenta uma proposta diferenciada e uma infraestrutura completa, que receberá grandes nomes das cenas artísticas mineira e nacional.
Foto: Divulgação Rede Comunicação

Atento as tendências de consumo cultural no país, o Shopping Estação BH é o primeiro centro de compras da capital mineira a manter uma estrutura de teatro fixa, com programação permanente – movimento que já é consolidado em outras capitais do Sudeste. Há quatro anos, o teatro promove festivais temáticos e recebe espetáculos locais, além de produções consagradas nacionalmente, somando mais de 50 mil espectadores. 

A nova estrutura conta com 410 lugares e uma área total de 1.000 m², com acessibilidade às pessoas com mobilidade reduzida. Para levar mais qualidade e conforto ao público, o espaço terá poltronas ergonômicas, desnível entre a plateia e o palco, sistema diferenciado de som e iluminação, ambiente climatizado e acústica especial.

Outro atrativo do espaço será um painel de arte urbana exclusivo e interativo, assinado pelos artistas mineiros Ataide Miranda e Ramar Gama. “A ideia dessa parceria é dar forma a proposta de pluralidade artística do Estação Cultural, mostrando que a fusão de diversas artes pode trazer uma beleza transgressora”, explica Ataide Miranda.
Foto: Divulgação Rede Comunicação
A produção artística do Estação Cultural será assinada pelo produtor e ator Thiago Comédia, um dos principais nomes do humor em Minas Gerais. “O nosso objetivo com esse projeto é fomentar a cultura na capital, levando entretenimento de qualidade para o público com preços populares”, explica Comédia, destacando que o espaço foi projetado para receber todas as expressões artísticas. “A estrutura do Estação Cultural é versátil e tem condições de receber diferentes atrações, como musicais, exposições, shows e lançamentos de livros”, aposta.

E a inauguração está sendo em grande estilo com Festival Expo-Riso que trás uma programação para toda a família a preços populares. Entre os dias 15/07 e 13/08, artistas da comédia nacional e local se revezarão no palco do teatro, em espetáculos consagrados como “Cinco homens e um segredo”, “Diguinho Coruja (The Noite) – intolerantes à lactose”, “Acredite, um espírito baixou em mim” e “Gua-ra-pa-Rir”. Além dos infantis, “Os Saltimbancos” e “João e Maria”.

Foto: Divulgação Rede Comunicação
O espaço também será palco da exposição “Zacaricato”, até o dia 13/08. A atração gratuita retrata  e reverencia todo o carisma e talento do eterno trapalhão em um acervo de 18 caricaturas hilárias. Quem assina a mostra é o curador Sete - Lagoano Demétrius Cotta.

Todas as informações sobre a programação do Estação Cultural estarão disponíveis no site: www.shoppingestacaobh.com.br

O Coquetel de lançamento contou com a presença de vários influenciadores digitais, produtores de teatro, artistas locais e nacionais e ainda tivemos o privilégio de assistir a peça "Cinco homens e um segredo" com os atores Edwin Luisi, Carlos Bonow, Roberto Pirilo, Iran Malfitano e Cláudio Andrade. Uma delícia de noite para encontrar tantas pessoas queridas e prestigiar um projeto que realmente vimos nascer e queremos que cresça. Um referencial de inovação e cultura acessível a todos! 


Foto: Mamãe Sortuda 
Com Diego Benicá , da Copas Produções Artísticas, Heloisa Drumond do Mamãe Sortuda, Deborah Silva da Rede Comunicação, Thaísa Freitas do Entre Rosa e Azul e Talyta Andrade do João Passeia

Leia Mais ››